Aveiro: Centro Local de Apoio à Integração de Migrantes tem luz verde para trabalhar integração de migrantes.

2024-05-15 09:31

Tópicos: 

Categoria: 

Concelho: 

A Casa Vera Cruz viu aprovada e confirma o início de atividade do projeto Centro Local Apoio à Integração de Migrantes.

Foi aprovado pelo Programa do Fundo para o Asilo, a Migração e a Integração (FAMI) e destina-se a contribuir para a gestão eficaz dos fluxos migratórios e para o reforço das políticas de asilo e de imigração.

O CLAIM presta informação a Nacionais de Países Terceiros em diversas áreas ( regularização , nacionalidade , reagrupamento familiar, retorno voluntário, entre outras), apoiando em todo o processo de acolhimento e integração, em articulação com as diversas estruturas locais e nacionais.

Para além do atendimento na sede ( Rua Campeão das Províncias, em Aveiro), presta serviço, em itinerância, na Junta de Freguesia de Aradas, no Município de Ílhavo, Vagos, Murtosa e Estarreja.

Está voltado para a efetiva integração de migrantes na sociedade portuguesa, através de estratégias de intervenção em situações de maior fragilidade socioeconómica, garantindo para além da assistência humanitária nas situações em que seja diagnosticada esta necessidade, a ativação de respostas junto de entidades parceiras, assumindo um papel mediador na relação entre o migrante e os serviços.

Fomenta a promoção da igualdade de oportunidades, inclusão, equidade através de ações culturais, desportivas, educativas, de sensibilização, informação e capacitação, envolvendo os participantes em todas as fases do processo.

O objetivo das ações propostas é promover a autonomia na tomada de decisão, a criatividade, o sentido crítico e reflexivo num quadro de enriquecimento cultural mútuo entre a comunidade migrante e a comunidade local.

A utilização das artes, da cultura e do desporto possibilitará a liberdade de expressão e a valorização da história e cultura dos participantes.

É também projeto que promove a aprendizagem da língua portuguesa como forma de facilitar a integração no país de acolhimento (procura de emprego, assuntos escolares, de saúde, finanças, segurança social, bancos ou simplesmente ir às compras).

“O projeto objetiva a plena integração dos migrantes na comunidade de forma a que se sintam integrados e acolhidos e contribuam para o crescimento da mesma”, refere a estrutura da Casa Vera Cruz.

Depois das notícias vindas a público de alguns pontos do país onde se registam ambientes de tensão com a presença de imigrantes, Aveiro dá sinal em nome da integração.

“Apostamos na informação, de forma a desconstruir mitos que prejudicam a sã convivência entre povos e culturas e a democratização do acesso aos serviços para combater as mais variadas formas de exploração de migrantes a que assistimos hoje em dia. Cidadãos bem informados, pelos serviços competentes, são cidadãos mais capazes de fazerem valer os seus direitos e cumprir com os seus deveres”.