Aveiro: Espetáculos assinalam Dia Internacional dos Museus e Noite Europeia dos Museus.

2024-05-16 12:53

Tópicos: 

Categoria: 

Concelho: 

Aveiro assinala o Dia Internacional dos Museus e Noite Europeia dos Museus em dia aberto e de criações culturais.

Sob o tema “Museus para a Educação e a Investigação”, a Câmara Municipal de Aveiro assinala, este sábado, o Dia Internacional dos Museus e Noite Europeia dos Museus, com a realização de várias atividades, para além da entrada livre nos Museus de Aveiro, entre as 10h00 e as 24h00.

Para esta comemoração foi lançada uma Open Call que premiou 10 das 26 candidaturas apresentadas.

O programa começa às 11h00, no Ecomuseu Marinha da Troncalhada, haverá o momento de dança “As Estações Que nos Habitam” por Maria João da Escola de Bailado de Aveiro.

De tarde, às 14h00, terá lugar “Harmonias Barrocas: Um Encontro de Música e Arte”, por Herlânder Sousa, que consiste numa experiência criada para mergulhar os espetadores na atmosfera cativante da era Barroca.

No Museu Arte Nova, representativo do “novo barroco”, os visitantes são levados a uma viagem envolvente onde música e arte se entrelaçam em perfeita harmonia.

O Museu da Cidade vai receber, pelas 16h00, “Marés Melódicas: Canto Lírico à Guitarra Clássica”, por D’Improviso.

É uma fusão entre a voz lírica da soprano Inês Margaça e a sonoridade envolvente do guitarrista Ricardo Folha, inspirada pela temática do mar, da noite, das estrelas e da lua.

Nesta performance íntima e emocionante, obras que originalmente foram escritas para piano e voz, são interpretadas com uma nova roupagem para destacar a profundidade da voz em harmonia com a guitarra.

Às 17h00, o Museu da Cidade recebe “Suite do Sal: Homenagem ao Ecomuseu Marinha da Troncalhada”, por Strings+Bars Duo (Lucas de Campos e Helvio Mendes).

“Suíte do Sal” é uma obra musical multimodal que faz homenagem ao Ecomuseu Marinha da Troncalhada.

De seguida a proposta recai para “Concerto” através do qual a Orquestra Musical da Sociedade Musical Santa Cecília propõe evidenciar que a Música é um pilar da cultura, que marca a História.

E é pela “Galeria” do repertório da Orquestra que se convida a conhecer o Museu de Santa Joana.

Às 19h00, no Museu da Cidade contar-se-á com o concerto a solo “The Absence of Closure”, por Henrique Vilão, realizador, performer, videoartista e músico experimental, criado exclusivamente para o contexto da Open Call.

“De cravo ao piano – Fernando Lopes-Graça, antes de depois de abril”, por Pedro Pandeirada terá lugar às 20h00 no Museu de Aveiro/Santa Joana.

No Museu Arte Nova, às 21h00, realização do recital “Paisagens da Belle Époque”, por Samuel Marques e Vasyl Tsanko.

A Igreja das Carmelitas recebe pelas 22h00, “Ai Deus, e u é?”, por João Carlos Soares.

Este programa privilegia composições musicais da Península Ibérica, em especial Cantigas da Idade Média e Vilancicos do séc. XVI, repertório renascentista contemporâneo da fundação do Convento de Jesus da Ordem Dominicana e do Convento de São João Evangelista (Carmelitas).

O programa encerra às 23h00 no Museu de Aveiro/Santa Joana com “Museu Portátil”, por Matilde Cardoso.

Este projeto tem como objetivo exibir uma viagem no tempo, desde o Barroco até ao Século XX, mostrando a evolução dos tempos, dos gostos e da música de cada período.

Todos as atividades têm entrada livre (sujeito à lotação do espaço).

Do programa consta ainda duas atividades que terão lugar no dia 18: Visita guiada à Exposição “Mártires de Liberdade: os justiçados de Aveiro” pelas 10h00 na Praça Dr. Joaquim Melo Freitas e ainda as Oficinas “Cerâmica dá-te Vida” no Mercado José Estevão com sessões às 11h00 e às 15h00.