Aveiro: "Moliceiro encerra muito do que é a cultura da ria de Aveiro. É a vedeta da regata" - Ribau Esteves.

2020-06-30 08:12

Tópicos: 

Categoria: 

Concelho: 

Áudio da Notícia:

A Comunidade Intermunicipal da Região de Aveiro considera que a recuperação do turismo não parte da estaca zero porque há trabalho feito que é necessário potenciar e a regata de moliceiros no próximo fim de semana quer lembrar todo o potencial da região da ria.

Serão 15 os moliceiros envolvidos nesta edição, a realizar sábado, na ligação entre a Torreira e Aveiro, como elemento único no cartaz “Ria de Aveiro Weekend” reduzido este ano a este evento âncora.

Os municípios deram um apoio de 16 mil euros à viabilização do evento no momento em que a retoma é a palavra mais utilizada pelos gestores públicos e privados que estão no setor.

Ribau Esteves, presidente da CIRA, assumiu que esse sinal é deliberado e inspira-se nos níveis de crescimento do turismo que em Janeiro e Fevereiro estava a conseguir superar as metas de 2019.

Com a pandemia deu-se a travagem e agora é importante dar sinais ao mercado (com áudio)

O planeamento de 2020 e as ações promocionais acabaram por ficar congeladas mas os municípios e as entidades de turismo entendem que é hora de fazer uso de conteúdos que estavam preparados.

É o caso do roteiro “À volta da Ria de Aveiro em 80 experiências” que tinha lançamento previsto para a BTL.

A Feira de Turismo de Lisboa acabou cancelada mas os roteiros saem à luz do dia com a segmentação da oferta por temas como vinha, moinhos, percursos pedestres e cicláveis, Arte Nova, cultura, natureza, náutica e gastronomia, entre outros.

Uma viagem ao coração dos 11 municípios que Ribau Esteves define como símbolo de “diversidade” (com áudio)

Com a Regata de Moliceiros é dada partida para a “navegação” à conquista de um novo futuro para o turismo.

A apresentação do evento aconteceu a bordo do primeiro restaurante flutuante na ria de Aveiro, instalado no canal das Pirâmides, numa nova oferta turística num investimento de cerca de 600 mil euros.

A regata arranca com o tradicional concurso de painéis, a partir das 11h, na Torreira, seguindo-se, à tarde, às 15h30, a largada.

Autarcas de Aveiro e da Murtosa estiveram na apresentação deste evento, assumindo-se a Murtosa como “pátria” do Moliceiro.

O presidente da CIRA não esconde que se trata de uma imagem de “marca forte”, com simbolismo e tradição, “bandeira” capaz de abrir a porta à descoberta de todas as riquezas da região da ria (com áudio)