12:00

Educação à Escuta

Um programa da responsabilidade do CIDTFF da Universidade de Aveiro. Porque a diferença está na Educação e a Educação faz toda a diferença

Investigação, formação e inovação em pensamento crítico na educação...

25, Maio 2020

Principais conclusões e recomendações

Texto de suporte:

O pensamento crítico é atualmente reconhecido como uma das finalidades da educação. Em Portugal, por exemplo, constitui, em conjunto com o pensamento criativo, uma das 10 áreas de competências do “Perfil do Aluno à saída da escolaridade obrigatória”. As razões para este reconhecimento e interesse relacionam-se, sobretudo, com o mundo VICA – Volátil, Incerto, Complexo e Ambíguo da sociedade contemporânea.

A diversa investigação, formação e inovação que se tem realizado e orientado em Portugal, particularmente nos últimos 25 anos e no CIDTFF desde 2003, permite destacar algumas conclusões e recomendações para a educação, em geral, e para as ciências no ensino básico, em particular. Destas, são de salientar, pela sua relevância no contexto atual, as seguintes:

  1. É possível promover o pensamento crítico, desde os primeiros anos de escolaridade;
  2. Promover o pensamento crítico requer uma ação consciente e fundamentada; nesse sentido importa a apropriação de um quadro concetual a partir do qual se desenvolvam propostas didáticas concretas para o promover, como sejam estratégias de ensino / aprendizagem e atividades (inclusive na formação de professores) e recursos educativos, incluindo digitais.
  3.  Promover o pensamento crítico requer uma ação explícita, intencional e sistemática.

Em resumo, como recomendação para se estimular o pensamento crítico propõe-se o acrónimo PIGES, tal como sistematizado em Vieira (2018): (i) Principiar a sua promoção desde os primeiros anos de escolaridade; (ii) Intencionalmente, adotando para tal uma concetualização; (iii) Gradualmente e de acordo com o potencial e contextos dos aprendentes; (iv) Explicitamente identificando claramente as dimensões do pensamento crítico a promover; e (v) Sistematicamente ao longo de toda a escolaridade obrigatória e da vida.

Algumas Fontes Bibliográficas:

 

  1. Tenreiro-Vieira, C., & Vieira, R. M. (2019). Promover o pensamento crítico em ciências na escolaridade básica: Propostas e desafios. Revista Latinoamericana de Estudios Educativos, 15 (1), 36-49. (ISSN: 1900-9895 - 2500-5324-online) (DOI: 10.17151/rlee.2019.15.1.3) (http://200.21.104.25/latinoamericana/downloads/Latinoamericana15(1)_3.pdf)
  2. Tenreiro-Vieira, C., & Vieira, R. M. (2019).  Abordagem de temas do currículo de ciências do ensino básico num quadro EDS com orientação Ciência-Tecnologia-Sociedade / Pensamento Crítico. Indagatio Didactica, 11 (2), 895-914. (ISSN: 1647-3582) (http://revistas.ua.pt/index.php/ID/article/view/12362/10010)
  3. Vieira, R. M. (2018). As comunidades Online na promoção do pensamento crítico em Didática das Ciências (nº 1 da coleção Educação e Formação - Cadernos Didáticos). Aveiro: Universidade de Aveiro editora. (50 pp.) (ISBN: 978-972-789-538-0) (http://blogs.ua.pt/cidtff/wp-content/uploads/2018/07/201804_Cadernos-Didaticos_RMV_Comunidades-Online_PC_COMPLETO.pdf)
  4. Vieira, R. M. (2018). Didática das Ciências para o Ensino Básico. Faro: Sílabas & Desafios. (112 pp.) (ISBN: 978-989-8842-29-9) (https://silabas-e-desafios.pt/produto/didatica-das-ciencias-para-o-ensino-basico/)
  5. Franco, A., Vieira, R. M., & Tenreiro-Vieira, C. (2018). Educating for critical thinking in university: The criticality of critical thinking in education and everyday life. IESSACHESS – Journal for Communication Studies, 11, 2(22), 131-144. (Online ISSN 1775-352X - Paper ISSN 2066-5083) (http://www.essachess.com/index.php/jcs/article/view/429)
  6. Tenreiro-Vieira, C., & Vieira. R. M. (2016). Educação em Ciências e Matemática com orientação CTS promotora do pensamento crítico. Revista Ibero Americana de Ciência, Tecnologia e Sociedade, 11 (33), 143-159. (Online ISSN: 1850-0013) (http://www.revistacts.net/volumen-11-numero-33)
  7. Vieira, R. M., & Tenreiro-Vieira, C. (2016). Fostering Scientific Literacy and Critical Thinking in Elementary Science Education. International Journal of Science and Mathematics Education, 14 (4), 659-680. (DOI 10.1007/s10763-014-9605-2) (https://link.springer.com/article/10.1007/s10763-014-9605-2)
  8. Tenreiro-Vieira, C., e Vieira, R. M. (2014). Construindo Práticas Didático-Pedagógicas Promotoras da Literacia Científica e do Pensamento Crítico (nº 2 de Iberciencia). Madrid: OEI – Organização dos Estados Ibero-americanos. (72 pp.) (ISBN: 978-84-7666-204-5) (http://www.ibercienciaoei.org/doc2.pdf)
  9. Vieira, R. M., Tenreiro-Vieira, C. Sá-Chaves, I., e Machado, C. (Orgs.) (2014). Pensamento Crítico na Educação: Perspetivas atuais no panorama internacional. Aveiro: Universidade de Aveiro. (422 pp.) (ISBN: 978-972-789-424-6) (http://redepensamentocritico.web.ua.pt/)

Podcasts:

14, Setembro 2020

As estratégias de autorregulação permitem-nos ter o controlo sobre os nossos pensamentos, comportamentos, emoções e conhecimentos sobre nós próprios e capacidades. Consolida a nossa  capacidade...

22, Junho 2020

no Estrangeiro em tempo de suspensão do quotidiano, com particular destaque para o Ensino de Português no Estrangeiro (EPE) na  Suíça.

Contactos: https://www.ua.pt/cidtff/lale...

8, Junho 2020

Jaime Ribeiro, Investigador do CIDTFF, apresenta o Projeto EN -Abilities, destinado a incentivar a aprendizagem autónoma de línguas em pessoas com necessidades especiais.

Contacto: https://www....

1, Junho 2020

Gabriela Portugal, Investigadora do CIDTFF, assinala a comemoração do Dia Mundial da Criança, dia 1 de junho, com a rubrica Educação à Escuta sobre a importância do brincar.

 

Quando o bebé explora um objeto, confronta-se com as...

18, Maio 2020

Isabel P. Martins

Completam-se hoje 18 anos sobre a declaração da independência de Timor-Leste e o seu reconhecimento internacional, cerimónia que ocorreu no dia 20 de maio de 2002, em Díli, perante a comunidade...

11, Maio 2020

Sou António Moreira, membro do Centro de Investigação em Didática e Tecnologia na Formação de Formadores e Diretor do Programa Doutoral em Multimédia em Educação, do Departamento de Educação e...

4, Maio 2020

O Investigador Rui Neves do CIDTFF da Universidade de Aveiro aborda a importância da disciplina de Educação Física no Primeiro Ciclo do Ensino Básico

A área de Educação Física (EF)...

27, Abril 2020

O projeto BIBLIOLAB surge de duas motivações: a primeira prende-se com o contexto atual de isolamento social em que vivemos, que tornou óbvia a necessidade de recursos educativos digitais que possam ser usados por professores, mas também por...

20, Abril 2020

Margarida Pinheiro, investigadora do CIDTFF da Universidade de Aveiro

Contacto: https://www.ua.pt/isca/person/11707646; margarida.pinheiro@ua.pt

...

13, Abril 2020

Nilza Costa, investigadora do CIDTFF da Universidade de Aveiro

Contacto: https://www.ua.pt/dep/person/10307625; nilzacosta@ua.pt

Uma mensagem da Edução e...