12:00

Educação à Escuta

Um programa da responsabilidade do CIDTFF da Universidade de Aveiro. Porque a diferença está na Educação e a Educação faz toda a diferença

O Projeto BIBLIOLAB

27, Abril 2020

O projeto BIBLIOLAB surge de duas motivações: a primeira prende-se com o contexto atual de isolamento social em que vivemos, que tornou óbvia a necessidade de recursos educativos digitais que possam ser usados por professores, mas também por pais e alunos de forma mais autónoma; a segunda está relacionada com um dos objetivos da investigação que temos vindo a desenvolver no âmbito do projeto de doutoramento, financiado pela FCT (SFRH/BD/141159/2018) que é a criação de um guião didático que articule a educação literária e científica para fomentar o desenvolvimento das competências do século XXI1.

Esta plataforma de recursos educativos (disponível em: https://biblio-lab-historiascomciencia-com.webnode.pt/) tem como objetivo principal desenvolver atividades didáticas interdisciplinares, para o 1.º ciclo do ensino básico, que possam ser exploradas pelos alunos de forma lúdica e autónoma e que promovam o desenvolvimento de competências literárias e científicas. Para isso, conta com uma equipa de duas professoras do 1.º e 2.º ciclos do ensino básico, investigadoras do CIDTFF e de especialistas em educação em ciências e educação para a literatura.

De facto, diversos estudos2,3,4,5 sugerem que o diálogo entre a ciência e literatura pode aumentar o interesse e a curiosidade dos alunos, promovendo a compreensão leitora e argumentativa e de tópicos científicos, desencadeando processos de descoberta, exploração, cognição, emoção e imaginação.

Neste contexto e com a abordagem didática adotada, pretendemos que as crianças e jovens sintam o prazer do texto literário e desenvolvam a sua educação literária. É nosso objetivo que os jovens se entusiasmem com a ciência, aprendam ciência, fazendo ciência, aplicando os conhecimentos para resolver problemas que surgem da literatura, mas que estão relacionados com as suas experiências do dia-a-dia, exercitando, simultaneamente, o pensamento crítico e criativo e competências de comunicação e colaboração.

Todas as atividades apresentadas estão alinhadas com as aprendizagens essenciais para os diversos níveis de ensino, podendo ser usadas pelos alunos e pelos professores. É ainda nossa intenção fomentar o trabalho colaborativo à distância, entre os alunos, dando assim visibilidade às suas produções científicas e literárias, criadas no âmbito das atividades propostas.

Investigadores: Joana Rios da Rocha, Patrícia Pessoa, Xana Sá-Pinto, José António Gomes & J. Bernardino Lopes.

Contactos: J. Bernardino Lopes: https://orcid.org/0000-0001-9961-1538; Xana Sá-Pinto: https://orcid.org/0000-0002-6049-110X; José António Gomes: https://orcid.org/0000-0001-9593-302X; Joana Rios: https://orcid.org/0000-0003-3106-8553 e Patrícia Pessoa: https://orcid.org/0000-0001-8114-795X.

Referências: 

1- P21 (2009). Partnership for the 21st Century Learning - P21 Framework for 21st Century Learning. Washington, DC. (acedido a: 20/10/2016, obtido em: www.P21.org.)

2- A Godínez-Sandí et al (2018). Converging science and literature cultures: learning physics via The Little Prince novella. Physics Education. 53, 1-12. 

3- Araújo, J. L., Morais, C. & Paiva, J. C. (2015). Poetry and alkali metals: building bridges to the study of atomic radius and ionization energy. Chemistry Education Research and Practice. 16, 1-10.

4- Rios-da-Rocha, J.; Sá-Pinto, X. Pinto, A., Gomes, J. & Oliveira, E. (2016a). Dos provérbios ao conhecimento científico: de poeta e cientista inventor todos temos um pouco com algum labor – o ensino das ciências físicas e naturais no 1.º e 2.º ciclos do ensino básico. Indagatio Didactica, 8, 4:53-61.

5- Turkka, J., Haatainen, O. & Aksela, M. (2017). Integrating art into science education: a survey of science teachers’ practices. International Journal of Science Education. 39(10), 1403-1419.

Podcasts:

14, Setembro 2020

As estratégias de autorregulação permitem-nos ter o controlo sobre os nossos pensamentos, comportamentos, emoções e conhecimentos sobre nós próprios e capacidades. Consolida a nossa  capacidade...

22, Junho 2020

no Estrangeiro em tempo de suspensão do quotidiano, com particular destaque para o Ensino de Português no Estrangeiro (EPE) na  Suíça.

Contactos: https://www.ua.pt/cidtff/lale...

8, Junho 2020

Jaime Ribeiro, Investigador do CIDTFF, apresenta o Projeto EN -Abilities, destinado a incentivar a aprendizagem autónoma de línguas em pessoas com necessidades especiais.

Contacto: https://www....

1, Junho 2020

Gabriela Portugal, Investigadora do CIDTFF, assinala a comemoração do Dia Mundial da Criança, dia 1 de junho, com a rubrica Educação à Escuta sobre a importância do brincar.

 

Quando o bebé explora um objeto, confronta-se com as...

25, Maio 2020

Principais conclusões e recomendações

Texto de suporte:

O pensamento crítico é atualmente reconhecido como uma das finalidades da educação. Em Portugal, por exemplo, constitui, em conjunto com o pensamento criativo, uma das 10 áreas...

18, Maio 2020

Isabel P. Martins

Completam-se hoje 18 anos sobre a declaração da independência de Timor-Leste e o seu reconhecimento internacional, cerimónia que ocorreu no dia 20 de maio de 2002, em Díli, perante a comunidade...

11, Maio 2020

Sou António Moreira, membro do Centro de Investigação em Didática e Tecnologia na Formação de Formadores e Diretor do Programa Doutoral em Multimédia em Educação, do Departamento de Educação e...

4, Maio 2020

O Investigador Rui Neves do CIDTFF da Universidade de Aveiro aborda a importância da disciplina de Educação Física no Primeiro Ciclo do Ensino Básico

A área de Educação Física (EF)...

20, Abril 2020

Margarida Pinheiro, investigadora do CIDTFF da Universidade de Aveiro

Contacto: https://www.ua.pt/isca/person/11707646; margarida.pinheiro@ua.pt

...

13, Abril 2020

Nilza Costa, investigadora do CIDTFF da Universidade de Aveiro

Contacto: https://www.ua.pt/dep/person/10307625; nilzacosta@ua.pt

Uma mensagem da Edução e...